link patrocinado

prazer

COPIAR O SNIPPET DE CÓDIGO

A sociedade e a família


A sociedade, durante muito tempo, manteve-se a mesma, conservadora, exigindo que cada pessoa seguisse um exemplo de modo de vida, de atitude. A família era sempre um exemplo de modo de vida, de atitude. A família era sempre formada pelo pai que sustentava a todos e a mãe que cuidava da casa e educava os filhos: vários filhos, que por sua vez não podiam ter opinião diante dos pais. 

As crianças, sempre criativas, construíam seus próprios brinquedos e brincadeiras, usando para isso imaginação e tudo o que estava ao seu alcance. 

O jovem sempre estudando. Se fosse homem estudava para seguir a profissão do pai, e continuar aquilo que ele havia conseguido, se fosse mulher, estudava, mas era educada pela mãe para aprender a cozinhar, arrumar e criar seus filhos. Raras eram as que trabalhavam fora. Normalmente se tornavam professoras. Os jovens que procuravam expressar o que pensavam eram malvistos pela sociedade e muitas vezes reprimidos. As pessoas que tinham coragem de ser diferentes, sair do padrão, começaram a conseguir mudar a sociedade e seu modo de pensar. 

Hoje a sociedade está mais aberta a tudo que é novo e diferente. Com isso tornou-se mais liberal. 

As várias formas de atitude, de se vestir, de falar, de amar, são mais aceitas. A tecnologia proporcionou maior comunicação entre as pessoas, porém trouxe sedentarismo, crianças sem imaginação para brincar e o desemprego, porque nas fábricas as pessoas estão sendo substituídas por máquinas. O desemprego gera pobreza, e a falta de dinheiro faz as pessoas praticarem coisas ruins, gerando violência e mortes. 

A mulher ganhou espaço no mercado de trabalho, abandonando os filhos, já que o marido também trabalha. 

E o que aconteceu com as crianças? Hoje, muitas ficam em casa sozinhas ou com alguém que cuide delas, mas que não consegue substituir o lugar de seus pais. 

O jovem ganhou mais espaço na sociedade, tem a sua vez de falar, de agir. Apesar disso, muitos se envolvem com drogas, talvez por problemas na família, como a separação dos pais. 

Hoje a família está acabando, os casais não procuram mais ter uma família grande, com muitos filhos. Os casamentos não são mais eternos. O amor não é mais prioridade. As doenças como a AIDS aparecem por falta de amor. 

O mundo se encontra em uma situação caótica. Guerra por todos os lados, e por quê? Ganância, sede de poder. As florestas estão acabando, os animais sumindo, os mares e o céu sendo poluídos, a camada de ozônio com um buraco cada vez maior: a falta de amor pela natureza é grande. 

Com todos os esses fatores, como será o nosso futuro? 

Será que a tecnologia tomará conta de tudo? Cientistas trabalharão dia e noite para descobrir como criar a água, como limpar o ar? E a família, será que existirá ou as pessoas não se amarão e vão apenas procriar? 

A busca pelo conhecimento talvez ultrapasse as barreiras e consiga mudar o mundo. As poucas pessoas que ainda viverão normalmente serão raras, talvez nem existam. Mas será que conseguirão fazer com que o mundo volte a ter paz para se viver, para ser feliz? Será que o amor ainda existirá? 




mordomia

COPIAR O SNIPPET DE CÓDIGO